Skip to content

5 indicadores financeiros importantes para o seu negócio

cinco-indicadores-financeiros

Todo empresário que quer estar sempre ligado no desempenho do seu negócio deve ficar atento aos indicadores financeiros. Essas ferramentas são ideais para gestores que querem se basear em dados para serem capazes de tomar decisões mais assertivas.

Os indicadores financeiros são um mecanismo bem antigo de avaliação da situação econômica de empresas, mas muitos empreendedores não sabem exatamente o que são esses índices. Pensando em tirar qualquer tipo de dúvida sobre esse importante conceito de gestão empresarial, nós preparamos este conteúdo.

Quer aprender mais sobre métricas de análise de finanças? Quer entender melhor como os dados podem ajudar você a tomar decisões assertivas? Então leia atentamente este artigo e conheça quais são os 5 indicadores financeiros mais importantes para o seu negócio!

Esperamos que você aprecie a leitura!

Entenda por que analisar indicadores financeiros no seu negócio

Antes de conhecer os principais indicadores financeiros, é preciso entender a importância de analisá-los frequentemente na gestão do seu negócio.

Esses índices que mensuram os recursos, potencial de crescimento e patrimônio de uma empresa são uma forma de educar o gestor por meio de dados. Essas métricas são uma forma concreta e gráfica de fazer com que empresários tomem decisões menos instintivas e mais embasadas na realidade.

Muitos empresários alcançaram bons resultados agindo com base na intuição, mas isso é mais uma exceção do que uma regra. Um verdadeiro e eficiente instinto para negócios é formado por análises com base em dados, indicadores financeiros e mercadológicos.

Sendo assim, é hora de entender quais são os 5 mais importantes indicadores para ficar atento na gestão dos recursos financeiros do seu empreendimento!

5 indicadores financeiros importantes para o seu negócio

  1. Custos fixos e variáveis

Já podemos começar esta lista de indicadores financeiros trazendo duas métricas diferentes às quais um empresário deve estar atento na gestão dos seus recursos. Eles são os custos fixos e variáveis.

O conceito de custo fixo está atribuído àqueles valores que fazem parte da sua planilha de despesas, mas cujas quantias não estão relacionadas à produtividade do seu negócio a cada mês. Isso significa que, como o próprio nome indica, eles tendem a ter valores fixos e, consequentemente, podem ser mais previsíveis.

Os custos variáveis, como você pode imaginar, são os que tendem a oscilar mais a cada mês, dependendo de como suas vendas variam. Considerando períodos de vendas elevadas, os custos variáveis também podem subir. Em períodos menos prolíficos, eles acabam se reduzindo.

Como exemplos de custos fixos, podemos citar as contas de luz, telefonia, internet, aluguel, etc. Na seção dos custos variáveis, entram comissões salariais, gastos com insumos e pagamento de fornecedores, além de outros valores relacionados aos índices de vendas.

Uma separação clara entre esses dois tipos de despesa é essencial para que você consiga fazer um cálculo de precificação adequado, além de facilitar o trabalho da sua contabilidade.

  1. Ponto de equilíbrio

Para empresas que fazem um controle de fluxo de caixa adequado (que é um processo vital para a sobrevivência de qualquer negócio), o ponto de equilíbrio é um dos mais importantes indicadores financeiros.

Considerando todas as suas despesas operacionais, salários (incluindo pró-labore), a quitação dos impostos e o pagamento de fornecedores como os gastos totais do seu negócio, você consegue estipular um faturamento mínimo para que não tenha prejuízo durante um período, certo?

O ponto de equilíbrio é justamente quando você equivale essa receita bruta a todos os custos operacionais e produtivos. A partir desse indicador, que deve funcionar como uma base de referência para monitorar seu faturamento, você consegue estipular uma margem de lucro confortável, que faça sentido com os preços praticados.

  1. EBITDA

Ebitda é um indicador financeiro cujo nome é, na verdade, uma sigla de origem na língua inglesa. Sua tradução e explicação é: “rendimentos antes da dedução de juros, impostos e amortização”.

Considerando que se trata do lucro, e não da receita, pode se considerar ele como uma forma relativamente específica de avaliar o lucro bruto. 

O lucro bruto é diferente do lucro líquido, e sua análise pode trazer óticas diferentes para avaliar as finanças e o desempenho de um negócio, por isso o Ebitda acaba sendo uma terceira opção mais completa de indicador, no que diz respeito ao impacto das vendas no capital de giro a cada período.

  1. Market share

Market share, ou “parcela de mercado”, é um conceito utilizado para avaliar o faturamento da sua empresa, e o percentual que ele representa frente um nicho específico de mercado.

Nesse contexto, você pode avaliar diferentes espaços amostrais de setores econômicos, seja no seu bairro, cidade, estado ou país. Sobre esses diferentes denominadores, você coloca a sua empresa, para calcular qual percentual de mercado (ou market share) ela representa.

Isso permite que você descubra a posição que seu negócio ocupa no seu respectivo segmento de mercado, podendo comparar os valores de cada ano e identificando um crescimento ou uma regressão. Com essa análise, é possível identificar estratégias de sucesso ou a necessidade de evolução na sua empresa.

  1. Ticket médio

O ticket médio é o indicador financeiro que fecha esta lista. Apesar de ser o último índice, ele é certamente um dos mais importantes!

Isso porque ele é utilizado para mensurar a produtividade do seu setor de vendas, traduzindo um valor médio de receita gerada por esse departamento da sua empresa, considerando um período mais amplo de tempo.

Ao analisar o desempenho anual da sua empresa, você pode considerar o ticket médio de cada mês, trimestre ou quadrimestre, por exemplo. Ao avaliar um quinquênio, você pode calcular um ticket médio anual, e assim por diante.

Esse indicador é uma maneira estável de avaliar seus resultados a longo prazo, desconsiderando fatores de sazonalidade ou oscilações do mercado.

Conte com apoio de uma contabilidade para calcular os indicadores financeiros da sua empresa!

Se você não sabe como utilizar essas ferramentas gerenciais de extrema importância que são os indicadores financeiros, não se preocupe! A W3 Contabilidade pode te ajudar com essas operações.

Quer obter resultados mais positivos, tomar melhores decisões e fazer uso de dados confiáveis no seu cotidiano? Entre em contato conosco e conheça as nossas soluções!

Se quiser aprender mais sobre dicas de gestão de negócios, contabilidade e finanças, confira o nosso blog para ler mais artigos, ou siga as nossas redes sociais para acompanhar mais dicas!

Leia também: Legalização de uma empresa: qual é o passo a passo?