Skip to content
Médico pode ser MEI?

Muitos médicos se perguntam se podem se é possível médico ser  MEI.  Apesar de a resposta ser não em um primeiro momento, há alternativas viáveis dentro do regime tributário do Simples Nacional que podem atender às necessidades destes profissionais.

Se você é um médico empreendedor buscando maneiras de formalizar sua prática médica e reduzir os custos tributários, é importante compreender as opções disponíveis no cenário brasileiro.

Neste artigo, vamos explorar as possibilidades de explorar atividades de saúde dentro do regime do Simples Nacional nas quais um médico pode se enquadrar de forma isolada.

Não deixe de acompanhar!

Precificação de serviços para profissionais liberais: como definir o preço adequado para os serviços prestados

Médicos podem ser MEI?

Para responder a esta pergunta, é fundamental entender a natureza da atividade médica e as disposições legais que regem o regime de Microempreendedor Individual (MEI) no Brasil.

O MEI foi criado para formalizar profissionais autônomos e pequenos empreendedores que atuam em atividades que não requerem formação técnica específica, como vendedores ambulantes, manicures e jardineiros.

No entanto, a atividade médica envolve um alto grau de formação acadêmica e habilidades técnicas especializadas, o que a coloca fora do escopo das ocupações permitidas para MEIs.

A base legal que sustenta essa limitação está na Lei Complementar nº 123/2006, que instituiu o Estatuto Nacional da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte.

Esta lei estabelece critérios específicos para a inclusão de atividades no regime MEI e exclui aquelas que envolvem trabalho intelectual.

O Artigo 18-A da Lei Complementar nº 123/2006 estabelece que o MEI é destinado a atividades de natureza não intelectual, de natureza técnica, científica, desportiva, artística ou cultural.

A atividade médica, devido à sua natureza altamente intelectual e técnica, não se enquadra nessas categorias.

Portanto, de acordo com a legislação brasileira, um médico não pode ser formalizado como MEI devido à natureza intelectual e técnica de sua profissão, conforme estabelecido na Lei Complementar nº 123/2006.

No entanto, existem outras opções dentro do regime tributário do Simples Nacional que podem ser exploradas para a formalização de uma prática médica.

É importante que médicos busquem orientação contábil e jurídica adequada para escolher a melhor estrutura legal para suas atividades profissionais, garantindo conformidade com as leis fiscais brasileiras.

Quais opções o médico possui para abrir um negócio a baixos custos? 

Se a sua dúvida era se o médico pode ser MEI, a esta altura já compreendeu porque não é possível. Entretanto, um médico que deseja abrir um negócio a baixos custos e iniciar sua jornada empreendedora no Brasil pode explorar diferentes opções dentro do regime tributário do Simples Nacional.

Deste modo, o Simples é uma escolha popular para pequenas empresas devido à simplificação dos procedimentos fiscais e à redução da carga tributária

Acompanhe, agora, algumas opções para médicos enquadrarem atividades na área de saúde no regime do Simples Nacional

Clínica Médica ou Consultório

Um médico pode abrir uma clínica médica ou consultório e enquadrá-lo no Simples Nacional.

Isso envolve a prestação de serviços médicos diretamente aos pacientes. É importante lembrar que as atividades da clínica, como exames laboratoriais ou serviços de diagnóstico por imagem, também podem ser incluídas.

Serviços de Enfermagem

Profissionais de enfermagem – como enfermeiros ou técnicos –, podem abrir seus próprios negócios e optar pelo Simples Nacional para oferecer serviços de cuidados de saúde, como atendimento domiciliar, serviços de vacinação, entre outros.

Serviços de Fisioterapia

Fisioterapeutas podem abrir clínicas de fisioterapia e escolher o Simples Nacional. Eles podem oferecer tratamentos para reabilitação, fisioterapia desportiva, massagens terapêuticas e outros serviços relacionados.

Consultoria em Saúde

Além de práticas clínicas, médicos podem oferecer consultoria em saúde, como planejamento de saúde, orientações nutricionais, programas de emagrecimento, entre outros, e optar pelo Simples Nacional.

Telemedicina

Um profissional em dúvida se “Médico pode ser MEI” pode explorar as oportunidades da  telemedicina. Com o crescimento da área, médicos podem prestar serviços de consulta médica online e estar sujeitos ao Simples Nacional, desde que cumpram as regulamentações específicas para a telemedicina no Brasil.

Laboratórios de Análises Clínicas

Se um médico deseja abrir um laboratório de análises clínicas, ele pode enquadrar essa atividade no Simples, desde que esteja em conformidade com as regulamentações e padrões de qualidade estabelecidos.

É fundamental que o médico busque orientação de um contador especializado em tributação para escolher a melhor opção no Simples Nacional, pois as regras e alíquotas podem variar de acordo com a atividade e o faturamento da empresa.

Além disso, é importante estar em conformidade com todas as regulamentações e licenças necessárias para a prática da medicina ou de atividades relacionadas à saúde.

Quais atividades da área de saúde um médico pode exercer dentro do Simples Nacional?

Um médico pode exercer várias atividades na área de saúde dentro do Simples Nacional, com base nos anexos do regime tributário. Cada anexo do regime possui alíquotas específicas que variam de acordo com a atividade realizada e o faturamento da empresa. 

Abaixo, listo algumas das atividades da área de saúde em que um médico pode se enquadrar.

Anexo III –  Atividades de Medicina, Exceto Hospitalar

  • Clínica Médica ou Consultório – A atividade principal de um médico, a consulta médica, pode ser enquadrada neste anexo. Isso inclui consultas de rotina, exames físicos, diagnóstico e tratamento de pacientes.

Anexo IV – Atividades de Medicina, Inclusive Laboratorial e Enfermagem

  • Laboratórios de análises clínicas – Se um médico deseja operar um laboratório de análises clínicas, pode se enquadrar neste anexo. Isso abrange a realização de exames laboratoriais, testes de diagnóstico e outros serviços relacionados.
  • Enfermagem e serviços de enfermagem – Enfermeiros ou técnicos de enfermagem que oferecem serviços de cuidados de saúde, como atendimento domiciliar, podem se beneficiar deste anexo.

Anexo V – Serviços Relacionados à Saúde

  • Serviços de fisioterapia fisioterapeutas – Que prestam serviços de reabilitação, fisioterapia esportiva, massagens terapêuticas e tratamentos relacionados podem se enquadrar neste anexo.
  • Serviços de terapia ocupacional – Terapeutas ocupacionais que oferecem tratamentos e reabilitação ocupacional podem se beneficiar deste anexo.

Lembrando que o enquadramento de um médico no Simples Nacional depende do tipo específico de serviço que ele pretende oferecer e de seu faturamento anual.

Cada anexo possui suas alíquotas e regras específicas, portanto, é importante que o médico consulte um contador especializado para determinar a categoria correta e cumprir todas as obrigações fiscais adequadamente.

Além disso, é fundamental manter-se atualizado sobre qualquer alteração nas regulamentações fiscais relacionadas às atividades de saúde, pois as regras podem mudar ao longo do tempo.

Simplifique Sua Jornada Empreendedora com a W3 Contabilidade

Agora que você está ciente das opções e desafios ao formalizar suas atividades médicas, convidamos você a contar com a W3 Contabilidade, sua parceira na simplificação do processo.

Entre em contato conosco hoje mesmo para dar o próximo passo rumo ao seu sucesso profissional e financeiro. Estamos aqui para apoiá-lo em cada passo do caminho.

Além disso, não deixe de explorar nosso blog e seguir nossas redes sociais para acesso contínuo a conteúdos valiosos que o manterão informado sobre as últimas atualizações fiscais e dicas para o sucesso em sua jornada empreendedora.

Leia também: Médico recém-formado: Como iniciar sua carreira ao sair da faculdade de Medicina?