Skip to content

Declaração de Imposto de Renda para prestadores de serviços: conheça as soluções da W3 Contabilidade [ATUALIZADO]

imposto-dimposto-de-renda-(1)-(1) (1)e-renda-(1)-(1).jpg ultrapassa o limite de tamanho de arquivo para envio deste site.

Muitos prestadores de serviços exercem sua função como autônomos gerindo o próprio negócio, trabalham como CLT em alguma empresa ou órgão público. Seja qual for a situação empregatícia, algo que todas elas têm em comum é a obrigação de fazer a Declaração de Imposto de Renda (IR).

Sabemos que a carga de impostos brasileira é complexa e pesada, especialmente para prestadores de serviços. Muitos profissionais que trabalham nesse setor têm o hábito de contar com apoio especializado para lidar com a gestão tributária, especialmente para fazer a declaração do IR.

Se você é empregado no setor de serviços e ainda não sabe como lidar com o Imposto de Renda, este artigo foi feito para você! A Receita Federal já divulgou o prazo para o envio da DIRPF, que acontecerá entre os dias 15 de março até 31 de maio. Por isso, atenção!

Vamos explicar os principais aspectos desse que é o mais importante tributo integrante da carga tributária do Brasil. Fique atento, que  vamos exibir as principais soluções que nós, da W3 Contabilidade, oferecemos para apoiar nossos clientes na gestão de todas as taxas.

Leia até o fim para aprender a fazer a declaração do seu Imposto de Renda!

Quem são os prestadores de serviços?

O setor de prestação de serviços corresponde a uma das mais significativas parcelas da economia de grande parte dos países, inclusive o Brasil. 

Representando mais de dois terços do Produto Interno Bruto (PIB) do nosso país, o setor de serviços possui uma carga tributária consideravelmente mais significativa do que, por exemplo, o ramo industrial ou de comércio.

Os prestadores de serviços, podem ser Pessoas Físicas, normalmente divididos em dois eixos: os trabalhadores autônomos e os profissionais liberais. Confira como funciona a tributação e o trabalho de cada um deles:

Autônomos

Os profissionais autônomos são aqueles que normalmente trabalham por contrato ou por unidade de serviço, não assinando carteira e nem mantendo vínculo empregatício com seus contratantes. Pode ser formalizado ou não, seja por MEI ou abrindo uma empresa. Veja alguns exemplos de trabalhadores autônomos do ramo da prestação de serviços:

  • Entregadores;
  • Marceneiros e carpinteiros;
  • Pedreiros e serventes;
  • Produtores audiovisuais;
  • Motoristas de aplicativos.

Mesmo considerando que seus rendimentos não tenham nenhuma retenção na fonte, e não tenham recolhimento de aposentadoria, direito a férias ou 13º salário, esses trabalhadores estão sujeitos às regras do Imposto de Renda, e podem ser obrigados a fazer a declaração.

Profissionais Liberais

Aqui temos os chamados profissionais liberais, que recebem essa definição por geralmente trabalharem como autônomos, mesmo que prestando serviços para outras pessoas físicas ou empresas.

Por definição, eles têm algum tipo de regularização por conselho regional e órgão superior nacional. São exemplos desses profissionais:

  • Engenheiros e arquitetos;
  • Advogados;
  • Médicos e demais profissionais da saúde;
  • Jornalistas;
  • Publicitários. 

Veja a seguir como funcionam as regras de isenção e a obrigatoriedade de declarar o IR

Leia também: Tudo que o profissional liberal precisa saber sobre contabilidade.

Prestadores de serviços são obrigados a fazer a declaração do Imposto de Renda?

Se você trabalha como pessoa física, em regime de CLT, você só é obrigado a declarar o Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF) caso cumpra alguma das condições a seguir:

  • Rendimentos tributário que exceda R$ 28.559,70 ao ano;
  • Rendimento não-tributável que ultrapasse R$ 40 mil ao ano;
  • Faturamento bruto anual que exceda R$ 142.798,50 decorrente de atividade rural;
  • Posse ou propriedade, durante o último dia do ano, de bens ou direitos de valor acima de R$ 300 mil;
  • Mudou-se para o Brasil em 2022 e esteve em solo brasileiro na última data do ano;
  • Realizou alienação de bens ou direitos em que foi apurado qualquer ganho de capital sujeito ao IR;
  • Fez operações em bolsas de valores, de mercadorias ou de futuros.

Agora, se você trabalha como Pessoa Jurídica (PJ), seja prestando serviço para outras empresas, ou atendendo clientes no seu próprio negócio, o imposto a que você precisa estar atento é o Imposto de Renda de Pessoa Jurídica (IRPJ). Toda empresa é obrigada a fazer a declaração, estando entre as principais obrigações acessórias de um empreendimento.

Vale lembrar que o pagamento do IRPJ pode ser feito de formas diferentes, dependendo do regime tributário em que sua empresa está inserida. Se seu negócio está enquadrado no Simples Nacional, esse imposto está incluído na guia unificada de pagamento de impostos, o DAS.

Leia mais: Imposto de Renda na Pessoa Física para Médicos.

Conheça as soluções da W3 Contabilidade

Sabemos que a carga tributária brasileira está entre as mais complexas do mundo, e que os prestadores de serviços estão entre os mais impactados da nossa economia. 

Para simplificar a sua gestão tributária e prestar apoio na sua Declaração do Imposto de Renda, seja com o IR Retido na Fonte, o IRPF ou o IRPJ, a solução ideal é contar com o apoio de quem entende do assunto!

Então venha conhecer os serviços da W3 Contabilidade. Somos uma contabilidade digital em Vitória, que prioriza a tecnologia, mas que não dispensa um atendimento 100% atualizado.

Gestão tributária

Tanto para quem se enquadra no Simples Nacional, quanto no Lucro Presumido e Lucro Real, a W3 está plenamente equipada para ajudar você na gestão dos seus impostos. 

A tributação sobre empresas é bem complicada, e nós podemos auxiliar você a cumprir com suas obrigações acessórias e se manter sempre em dia com o Fisco.

Além disso, os impostos são relevantes nos custos de uma empresa, e nós podemos ajudá-lo a estabelecer um planejamento tributário e escolher o melhor regime de tributação, fazendo todos os cálculos necessários para avaliar qual o regime mais vantajoso para suas finanças.

Apoio nas declarações

Sabemos que a declaração do imposto de Renda é uma das piores burocracias da vida do contribuinte, especialmente para prestadores de serviços. Deixe esse processo na mão de nossos especialistas, e tenha chance de focar nos outros aspectos do cotidiano do seu negócio.

Não apenas no Imposto de Renda, mas também com a CSLL, ICMS, ISS e todas as siglas mais desagradáveis da gestão tributária.

Apoio com questões logísticas

Além de pagar impostos, um prestador de serviços precisa se formalizar de diversas outras formas para manter-se em dia com a lei. Uma dessas obrigações é emitir notas fiscais, algo que sua empresa só pode fazer se estiver devidamente registrada e regularizada.

Se precisa formalizar o seu negócio, conheça os meios que a nossa equipe pode ajudar com isso e em outras questões estratégicas e burocráticas. 

https://w3contabilidade.com.br/contato/

Entre em contato com um de nossos consultores e tire suas dúvidas sobre os nossos demais serviços contábeis. Nossa maior especialidade é fazer a contabilidade para prestadores de serviços, inclusive de profissionais liberais e toda a área médica.

Confira também o nosso blog e nossas redes sociais para ver mais conteúdos como este. 

Continue sua leitura com: O Prestador de Serviços precisa de uma Contabilidade?